e-PWG e e-MAG

A Importância dos Padrões Web para a Acessibilidade de Sites.

  1. Introdução
O foco principal do desenvolvimento de sites acessíveis é o acesso de pessoas com deficiência ao conteúdo de informação e serviços prestados em um site. Há que se atentar para que a acessibilidade web se destine tanto a portadores de deficiências como àqueles com dificuldade no acesso à Internet, em conformidade à busca de universalização de conhecimentos e de melhor qualidade de vida ao ser humano.
Historicamente, disponibilidade de funcionalidades de acessibilidade de um site significava quase que exclusivamente a navegação de deficientes visuais, pelo uso de softwares de fala pela página. Embora este seja um dos requisitos válidos pela metodologia proposta pelo W3C/WCAG, se aplicado de forma isolada pode incorrer em inúmeros erros, visto que nem todo o leitor de tela tem a mesma qualidade e funciona da mesma forma, ou seja, o teste de uma pessoa cega não especializada possa ser somente válido para o leitor de tela ou tecnologia assistiva que essa pessoa utiliza. Outro deficiente visual pode não conseguir, apenas com uma navegação momentânea, perceber alguma falta de informação sem comparar o que seu leitor de tela informou e o conteúdo presente na tela.
As Diretrizes de Acessibilidade de Conteúdos Web em suas duas versões enfatiza que e os itens de acessibilidade permite os acessos não padronizados de pessoas que, em sua maioria, possuem deficiência, como a deficiência visual, auditiva, cognitiva e motora. As recomendações não se restringem à deficiência visual e nem mesmo a alguma tecnologia assistiva específica.
Este texto aborda, sem entrar em detalhes técnicos, a importância de se utilizar itens de acessibilidade web aos itens dos padrões web já conhecidos, com foco no e-PWG e e-MAG.

2. Conceitos
W3C “World Wide Web Consortium” – comunidade internacional reconhecida que define e desenvolve padrões Web, a fim de disponibilizar a Web em todo o seu potencial. Entidade responsável pelas Recomendações de Acessibilidade para Conteúdo Web.
WCAG - “Web Content Accessibility Guidelines – conjunto de recomendações para construção de conteúdo acessível, definido pelo W3C.
e-PWG – Padrões Web em Governo Eletrônico - recomendações de boas práticas agrupadas em formato de cartilhas, com o objetivo de aprimorar a comunicação e o fornecimento de informações e serviços prestados por meios eletrônicos pelos órgãos do Governo Federal, em consonância com os padrões do W3C.
Disponível no link http://www.governoeletronico.gov.br/acoes-e-projetos/padroes-brasil-e-gov/padroes-brasil-e-gov
Tem como objetivos:
  • Estabelecer padrões de qualidade de uso, desenho, arquitetura de informação e navegação;
  • Estabelecer um fluxo de criação, desenvolvimento e manutenção na gestão dos sítios governamentais;
  • Consolidar a acessibilidade;
  • Criar artefatos de acordo com os padrões estabelecidos pelo W3C.
e-MAG - Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico - consiste em um conjunto de recomendações a serem consideradas, buscando a padronização e maior facilidade nas implementações dos portais do governo brasileiro, em conformidade com os padrões internacionais. Foi formulado para orientar profissionais que tenham contato com publicação de informações ou serviços na Internet a desenvolver, alterar e/ou adequar páginas, sítios e portais, tornando-os acessíveis ao maior número de pessoas possível.
3. Conclusão
Seguir as recomendações do W3C, e-PWG e e-Mag possibilitará tornar o conteúdo acessível para um amplo grupo de pessoas com deficiência, incluindo cegueira e baixa visão, surdez e baixa audição, dificuldades de aprendizagem, limitações cognitivas, limitações de movimentos, incapacidade de fala, fotossensibilidade e suas combinações, e permitirá que estas pessoas sejam cada vez mais incluídas no mundo em rede. Fundamental também é que o governo brasileiro defina diretrizes e orientações para elaboração de sites, em conformidade com os modelos internacionais reconhecidos e adotados.


Referências:

http://acessibilidadelegal.com/23-padroes-web.php, acessado em 21/11/2011

http://governoeletronico.gov.br/acoes-e-projetos/padroes-brasil-e-gov, acessado em 21/11/2011

http://acessibilidadelegal.com/13-equivalentes.php, acessado em 07/12/2011