A melhoria da gestão de Tecnologia do Governo Federal é um dos pilares para aprimorar a atuação das áreas de TI dos órgão na prestação de serviços ao cidadão e entre os órgãos, sendo que a gestão está em processo de amadurecimento, tendo em vista a análise do Tribunal de Contas da União - TCU que conclui que o ambiente de TI ainda não está suficientemente maduro, apresentando deficiências que precisam ser sanadas e abrindo oportunidades de atuação das áreas responsáveis.
Pois, atualmente, conforme relatório do TCU de 2010, “causa preocupação a sua ausência em 61% do Plano Diretor de Tecnologia da Informação – PDTI nas instituições públicas pesquisadas, pois a jurisprudência do TCU é pacífica quanto à necessidade de planejar as contratações de TI em harmonia com o planejamento estratégico institucional e com o plano diretor de tecnologia da informação - PDTI (são exemplos os acórdãos nº 1.521 e 1.558/2003, 2.094/2004, 786/2006 e 1.603/2008, todos do Plenário do TCU).”
Em fato dessa realidade, a SLTI iniciou a elaboração da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação, envolvendo ás áreas de tecnologia da informação do Governo Federal, de forma a tratar o assunto de maneira contínua, visando o seu aprimoramento.
A SLTI baseada em normas e instruções, principalmente na instrução normativa número 04 que estabelece “Art. 3º As contratações de que trata essa Instrução Normativa deverão ser precedidas de planejamento, elaborado em harmonia com o Plano Diretor de Tecnologia da Informação – PDTI, alinhado à estratégia do órgão ou entidade”. E partindo dessas orientações foi elaborado o mapa da estratégia, destacado no gráfico abaixo para o biênio 2011-2012, mostra a linha de atuação da SLTI em busca de uma melhoria contínua.

MapaEstrategico.JPG

Observa-se, no gráfico acima, que as ações de melhoria são tratadas nos itens aperfeiçoar a governança do SISP e no estimular a gestão de processo de tecnologia da informação, destacando a cobrança por metas e indicadores que devem ser atingidas pelos órgãos conforme descrição abaixo:
  • OBJETIVO 3: Aperfeiçoar a governança no SISP [Cobit O1/PO4/PO6/ME1/ME4]
  1. Meta 5: aumento do nível de maturidade de governança em TI no âmbito do SISP.

Órgãos
2011
2012
Setorias
100%
100%
Seccionais
40%
80%

  • OBJETIVO 4: Aperfeiçoar a gestão de processos de TI nos órgãos do SISP.
  1. Meta 8: Adotar um processo formal de gestão de projetos baseado nas melhores práticas de mercado.

Órgãos
2011
2012
Setorias
70%
100%
Seccionais
45%
80%

Conclui-se que a busca por melhorias na gestão de tecnologia do Governo Federal é uma constante, mesmo sabendo que se tem um longo caminho a percorrer, mas que os passos estão sendo realizados, tendo o Tribunal de contas da União como orientador das ações de melhoria e as áreas do governo elaborando os planos de Estratégia geral de tecnologia bienal na busca do cumprimento das metas especificadas.